Cronologia dos incidentes mais graves ocorridos na noite

crime

Cronologia dos incidentes mais graves ocorridos, desde o início deste ano, nos estabelecimentos de diversão nocturna da cidade do Porto:

    03 de Fevereiro - River Café - Um jovem estava a ser agredido por três indivíduos no exterior da discoteca, situada na marginal do rio Douro, quando outro jovem surgiu e tentou pôr fim aos confrontos, acabando por atingir a tiro a vítima das agressões.

    28 de Abril - Cris Bar - Um jovem foi baleado no peito por um indivíduo com quem se desentendeu no interior deste bar da zona da Ribeira.

    08 de Julho - River Café - Dois grupos rivais envolveram-se em confrontos no interior da discoteca, prosseguindo a rixa depois no exterior. Na sequência destes confrontos, três pessoas foram feridas a tiro, uma das quais com gravidade.

    13 de Julho - El Sonero - Um jovem segurança desta discoteca foi atacado por quatro indivíduos e atingido a tiro. Apesar de usar um colete à prova de bala, o jovem acabou por morrer. Este foi o primeiro incidente em que foi admitida a existência de rivalidades entre grupos que asseguram a segurança em estabelecimentos de diversão nocturna na cidade.

    21 de Julho - Number One - Um jovem foi atingido a tiro por um amigo quando tentava acalmar os ânimos numa discussão no exterior desta discoteca. O jovem acabou por falecer.

    07 de Agosto - Bar Kizomba - Um jovem foi morto à facada depois de um desentendimento ocorrido no interior deste bar, situado no Centro Comercial Stop.

    26 de Agosto - Zona da Ribeira - Dois grupos de seguranças envolvem-se numa troca de tiros na Praça da Ribeira. Deste incidente não resulta nenhum ferido.

    27 de Agosto - Discoteca Chic - Aurélio Palha, o proprietário da discoteca, que se encontrava encerrada, foi mortalmente atingido a tiro quando se encontrava no exterior a conversar com um amigo.

    29 de Novembro - Zona Ribeirinha do Porto - O segurança Ilídio Correia, 33 anos, foi morto a tiro na madrugada de 29 de Novembro junto à Alfândega do Porto.

    10 de Dezembro - Santo Ovídio, Gaia - "Berto Maluco", como era conhecido o segurança que acompanhava o empresário da noite Aurélio Palha, morto a tiro em final de Agosto, é atingido por disparos de metralhadora, junto à sua residência em Santo Ovídio, Gaia, vindo a morrer no Hospital de S. João.

Deixar um Comentário